segunda-feira, 11 de abril de 2011

Coaraci: falta segurança no estádio Barbosão

Neste domingo, 5 homens foram flagrados cheirando "pó" no banheiro do estádio

Torcedores e imprensa ficam vulneráveis 
A falta de segurança no Estádio Barbosão é um problema antigo, que os torcedores em geral enfrentam todos os domingos. Porém, a bronca maior é da imprensa, que fica vulnerável na cabine de transmissão. Muitas pessoas invadem a cabine, o que acaba atrapalhando o trabalho dos radialistas que precisam de jogo de cintura para realizar a transmissão, já que sofrem com as interferências dos torcedores.

O competente radialista
Pablo Nascimento
rasgou o verbo no
ar e com toda razão.
Desde que começou o 16º Campeonato Interbairros de Coaraci que nenhum guarda municipal compareceu ao estádio. A única segurança é feita pela Polícia Militar, que fica restrita ao campo de jogo e ao atendimento de chamados, apenas quando há ocorrências. Com isso, a arquibancada fica entregue à própria sorte.

Neste domingo (10), cerca de 5 homens foram flagrados por integrantes da equipe de reportagem da FM local, consumindo cocaína livremente no banheiro do estádio. Foi o que denunciou o narrador esportivo e radialista Pablo Nascimento, no final do jogo São Roque e Centro I. Segundo Pablo, os usuários cheiravam o “pó” sem nenhum constrangimento, na frente dos torcedores que necessitavam usar o banheiro.

E a falta de segurança não é o único problema do local. O estádio Barbosão, palco de grandes jogos, vem há muito tempo sofrendo com a falta de iluminação também. Os refletores do estádio não funcionam. Quando chega por volta das 18 horas, já está tudo no escuro. O problema é uma herança de governos passados que persiste na atual gestão, sem que nada seja feito. Por lá, jogos a noite, só se for a luz de velas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário