quarta-feira, 6 de abril de 2011

Greve na UESC

Professores cruzam os braços oficialmente a partir da tarde desta sexta-feira

A assembleia foi realizada na tarde desta quarta-feira
A greve na UESC começará oficialmente por volta das 15h30min da tarde da próxima sexta-feira (08), quando vence o prazo legal de 48 horas entre o final da assembleia deliberativa ocorrida nesta quarta-feira, 06, e o início da paralisação.

Os docentes da UESC tinha duas propostas para ser apreciada. Uma indicava o início de greve imediato e por tempo indeterminado e a outra proposta era que a greve fosse adiada e que uma nova assembleia fosse marcada a fim de se buscar mobilizar um maior número de docentes, para só então iniciar a paralisação das atividades. Por 98 votos a favor, 2 contra e duas abstenções, os professores decidiram pela deflagração imediata.

A assembleia contou com a presença do reitor da instituição, Joaquim Bastos, que demonstrou apoio a causa dos docentes, ressaltando que apesar de estar na reitoria, não deixou de fazer parte do sindicato.

As principais reivindicações dos professores são a revogação do decreto 12.583, de fevereiro, que restringe o orçamento das universidades, e a retirada de uma cláusula do acordo proposto pelo governo, que determina que os professores só podem apresentar novas queixas e reivindicações em 2015. Esta cláusula, segundo os docentes, foi apresentada no último momento durante negociações salariais em dezembro do ano passado.

Outras estaduais em greve

Depois da paralisação de 24 horas realizada pelas estaduais no último dia 30 de março, o clima de insatisfação cresce. O corpo docente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) também decidiu entra em greve nesta terça-feira (05). Já a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) está com indicativo de greve e tem assembleia marcada para decidir os rumos na quinta-feira (7).

Por conta do calendário atrasado a Uneb fará sua paralisação no dia 13 e os docentes também podem aderir a greve.

Negociações

No próximo dia 15 uma comissão de representantes das associações dos docentes das estaduais será recebida pelo Secretário de Educação, Osvaldo Barreto, para discutir a questão do decreto 12.583.

Nenhum comentário:

Postar um comentário