sexta-feira, 1 de abril de 2011

Sonho dantesco: A justiça e a Lei da Ficha limpa

O sonho de um País melhor ameaça ir por água a baixo
Semana passada o Supremo Tribunal Federal decidiu que a Lei da Ficha Limpa não deve ser aplicada às eleições de 2010, o que fez um bando de “fichas sujas” que haviam sido barrados, assumirem seus mandatos, o que é no mínimo um absurdo.

O ministro Luiz Fux, que decidiu a votação por 6 votos a 5, disse que a lei tem a boa intenção de tentar moralizar a política, no entanto ela não deveria ser aplicada agora.

O ministro tem toda razão! Só que são atitudes como estas que impedem o Brasil de ser um país digno e de políticos honestos. A decisão do STF representa um retrocesso. Como se já não bastasse a impunidade que reina neste País onde tudo parece ser permitido e onde a libertinagem, a roubalheira e a maracutaia é preponderante no poder público, agora mais essa: os poucos “fichas sujas” que foram barrados terão direitos à seus mandatos de volta.

A decisão do Supremo vai de encontro a vontade popular, manifestada nos milhões de assinaturas que fizeram nascer essa belíssima lei, que representa parte do sonho de um dia ver um Brasil digno e honesto. Mas como disse o ministro Fux, infelizmente este é um sonho do futuro. Um sonho dantesco, de um futuro que, talvez nunca chegue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário