quarta-feira, 27 de abril de 2011

UNEB entra em greve por tempo indeterminado

A assembleia decidiu nesta terça-feira (26) -
Na manhã desta terça-feira (26), os professores da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) decidiram aderir ao movimento grevista, que agora atinge todas as quatro universidades estaduais do estado. A assembleia geral dos professores, realizada no Campus da instituição, em Salvador, contou com a participação de 187 docentes, dos quais 138 foram favoráveis a deflagração da greve. Apenas 30 foram contra e 19 se abstiveram.

A assessoria de comunicação da ADUNEB, o sindicato dos professores da UNEB, informou que a greve “é pela retirada da cláusula da ‘mordaça’ do acordo de incorporação da CET, que congela os salários dos professores por 4 anos, e pela revogação do decreto intervencionista de contingenciamento 12.583.”

Segundo os grevistas, a nova proposta do governo, enviada por e-mail no último dia 20 de abril, mantém o propósito da redação anterior de congelamento dos salários até o fim da incorporação da CET. Ainda para a categoria, o governo está tentando enrolar o movimento, ao afirmar que o reajuste linear não será prejudicado com a incorporação da CET.

Nesta quinta-feira (28), os grevistas promovem uma passeata na capital baiana, a partir das 14h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário