quinta-feira, 26 de maio de 2011

Governo recusa proposta dos docentes e greve continua

UESC: Reunidos em assembleia na tarde desta 4ª, a maioria
absoluta dos professores votaram pela manutenção da greve. (Foto: Adusc)
Infelizmente continua a intransigência do governo do estado da Bahia, em relação aos pontos de reivindicação dos professores das quatro universidades estaduais, que estão em greve há 48 dias.

No último dia 16, o governo colocou nas mãos do Movimento Docente, a responsabilidade de elaborar uma nova redação para a cláusula restritiva da Campanha Salarial 2010. Nesta quarta (25) a categoria, como ficou acertado, apresentou a contraproposta, que foi recusada pelo governador Jaques Wagner.

O cacique baiano ainda insiste em manter o decreto 12.583. Por conta da falta de avanço nas negociações, esta tarde os professores da UESC, reunidos em assembleia, decidiram manter a greve. Nesta sexta-feira, 27, a categoria volta a se encontrar com os governistas. A reunião acontece às 17 horas e, ao que tudo indica, deve terminar sem acordo entre as partes. Enquanto isso, cerca de 60 mil estudantes está sem aula em todo o estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário