sábado, 16 de julho de 2011

Governo da Bahia e Veracel investem nove milhões na Costa do Descobrimento

E-mail, msn e orkut: dannclay@hotmail.com
Voltamos nesta semana, com mais exemplos de cidades que acordaram e buscam o caminho do desenvolvimento social e econômico para sua região. Em raras ocasiões, uma rápida e urgente resposta torna-se necessária. Porém, na grande maioria das vezes, uma calma e reflexiva resposta é muito mais contundente e eficiente. Antes de você responder aos eventos da vida e ao descaso das forças políticas de nossa cidade e por que não de nossa região cacaueira, separe um tempo para pensar claramente a respeito de quem você irá eleger para nossa cidade nas próximas eleições.

EUNÁPOLIS - A Veracel Celulose S.A., considerada uma das mais modernas e sustentáveis produtoras de celulose do mundo, comemorou na última quinta-feira, 14, 20 anos. A celebração foi na fábrica da empresa em Eunápolis, em um evento que contou com a presença de diretores, funcionários e colaboradores, além de parceiros, lideranças comunitárias e autoridades, com destaque para a presença do governador Jaques Wagner que, na ocasião, assinou o Pacto para o Desenvolvimento da Costa do Descobrimento.

O Pacto prevê a interrupção, a partir de 2011, do acúmulo anual dos créditos de ICMS da Veracel, mediante o investimento de 25% do valor líquido na sua transferência, nos municípios de atuação da empresa e/ou em projetos estratégicos do Governo do Estado. Além do Pacto, a empresa ainda pretende direcionar verbas em outros projetos do Estado. Durante o evento a empresa também apresentou detalhes do seu processo de ampliação, ainda em fase de licenciamento, considerado outro grande marco dos seus 20 anos, que deverá expandir tanto a fábrica quanto a sua base florestal gerando alem dos seus 20.000 empregos já existentes direto e indireto, aproximadamente mais 3.000. (Assessoria de Imprensa Veracel Celulose)

Fica no ar minha pergunta:

Por que coisas como estas não acontecem na Costa do cacau e em Coaraci, cidade esta, que já há muito tempo passa por um processo de saturamento nas fazendas de cacau, que ocasionam quase todos os dias o êxodo rural pela falta de emprego no campo? E por que não conseguimos projetos para criação de empregos por iniciativa Estadual, vendo que em outras cidades o então Governador da Bahia, Jaques Wagner, incentiva a instalação de empresas e liberam altos recursos, na casa de milhões de reais e em nossa cidade como sempre vemos todos os dias os filhos da terra (principalmente os jovens) tendo que migrar para outras cidades a fim de conseguir trabalho?

ATENÇÃO: As opiniões contidas em artigos assinados por nossos colunistas não representam necessariamente a posição do Fato Entre Aspas. Por isso, quem se sentir ofendido, favor enviar pedido de direito de resposta para nossa redação ou entre em contato diretamente com o autor da coluna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário