quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Com clubes irregulares, eleição na Liga é adiada e clima entre candidatos pega fogo

Eleição foi adiada para dia 20 (Foto: Genisson Santos/FEA)
A escolha da nova diretoria da Liga Coaraciense de Futebol (LCF) para o biênio 2013 – 2014, que aconteceria na noite desta quarta-feira, 6, foi adiada para o próximo dia 20. 

Ontem, a maioria dos presidentes de clubes compareceu a eleição, no entanto o processo foi suspenso por decisão do atual presidente José Martins, o “Dedé”, por conta de irregularidades com a documentação dos clubes. Das 10 equipes que têm direito a voto, 4 não estavam com suas atas em dia. 

Apesar de não ter havido eleição, o clima pegou fogo no Auditório da Prefeitura. O radialista Pablo Nascimento fez duras críticas ao atual sistema de gestão da Liga, o que irritou o presidente Dedé, que chegou a perguntar se ele era "burro". “Você tem que ter conhecimento do que fala e não falar bobagem”, disparou o presidente. Correligionários do atual presidente também não gostaram das declarações de Nascimento. Houve princípio de bate-boca. 

Discurso de Pablo Nascimento fez clima pegar fogo (Foto: Genisson Santos/FEA)   
Em pouco mais de 20 minutos, Pablo Nascimento fez um discurso bombástico e respondeu a algumas especulações feitas a respeito de sua candidatura. “Gostaria de salientar que, ao contrário do que falaram por aí, não sou fantoche de ninguém e, além do mais estou exercendo um direito que é garantido pelo próprio edital convocatório, que diz que qualquer interessado poderia inscrever sua chapa para disputar democraticamente a Liga”, destacou. 

O candidato Rubinaldo Oliveira também se pronunciou. Em relação às propostas apresentadas pela chapa concorrente, ele disse que tratava-se não de um sonho, mas sim de “um pesadelo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário