segunda-feira, 15 de abril de 2013

Filme gravado em Itajuipe é premiado no Festival de Lisboa

O filme “A Coleção Invisível”, do diretor francês radicado na Bahia Bernard Attal, foi o vencedor do prêmio de Melhor Longa-Metragem da 4ª edição do Festin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa. 

Gravado em 2011 em locações no bairro do Comércio e na cidade de Itajuípe, região cacaueira da Bahia. A família de Beto (Wladimir Brichta) é dona de uma tradicional loja de antiguidades em que está passando por uma crise financeira. 

Para tentar solucionar este problema ele se lança numa viagem até a cidade de Itajuípe, interior da Bahia, atrás de uma coleção raríssima de gravuras. Lá ele conhece o colecionador Samir e sua família, que passam por um momento difícil. Esse encontro fará com que ele mude sua maneira de enxergar o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário