sábado, 6 de abril de 2013

Ubatã: Justiça Eleitoral nega provimento de Ações e multa ex-candidata

Rosana Magalhães, ex-candidata a prefeita de Ubatã, foi condenada pela Justiça Eleitoral a pagar multa de R$ 15 mil. O juiz Antônio Carlos Maldonado Bertacco entendeu que a ex-candidata agiu de má-fé em três ações de investigação judicial eleitoral (Aije). Ele julgou improcedentes as ações da candidata contra a prefeita Siméia Queiroz (PSB) e o vice, Wesley Faustino (PDT). 

Rosana havia denunciado Siméia e Faustino por abuso de poder econômico e compra de votos no processo eleitoral de outubro passado. Segundo as ações movidas pela candidata derrotada, Simeia teria distribuído camisa padronizada na eleição, entregue cimento em troca de voto e comprado voto com dinheiro em espécie. Advogado da prefeita, Marcos Alpoim alegou falta de provas.  

O juiz eleitoral de Ubatã também assim entendeu: - Não se pode admitir que a parte interessada promova várias ações na justiça, alterando alguma causa de pedir ou pedido e repetindo outras, incluindo testemunhas diferentes, visando aumentar sua probabilidade de exito em algum dos feitos, tumultuando todo o sistema jurídico ao seu bel prazer - disse Bertacco na sentença. Informações do Ubatã Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário