quinta-feira, 20 de junho de 2013

Ex vice prefeito de Aurelino Leal é assassinado

Foi assassinado na manhã desta quinta-feira, 20, por volta de 9h30, o pastor Giovanni Lopes Gagliano, de 48 anos, que foi vice-prefeito do município de Aurelino Leal. Giovanni estava na porta de sua residência, no município de Santo Antônio de Jesus (a 185 km de Salvador), quando foi atingido por sete tiros. 

A polícia civil do município investiga o crime, cuja motivação pode ter sido por questões políticas. A vítima morava na Rua da Conceição, no bairro do São Benedito, no centro da cidade. O pastor Lindomar, amigo da vítima, contou que recebeu um telefonema da cunhada de que Giovanni estava conversando com um vizinho, quando um veículo se aproximou e os ocupantes dispararam os tiros. "O pastor Giovanni trabalhava num Centro de Recuperação de drogados em Santo Antônio de Jesus e era uma boa pessoa, que ajudava os necessitados", contou. Amigos, fiéis e vizinhos da vítima relataram que ele não sofria ameaças e não sabem os motivos do crime. 

Em 2011, Giovani foi vice-prefeito de Aurelino Leal, na época em que mataram o então prefeito da cidade, Gilberto Andrade, e foi um dos suspeitos. O pastor foi a júri popular e absolvido pela justiça. Ele estava enquadrado na lei da Ficha Limpa. Giovanni Gagliano pastoreava a Igreja Evangélica da Assembleia de Deus, na Avenida Barros e Almeida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário