terça-feira, 15 de abril de 2014

Assembléia decreta greve da PM na Bahia

No inicio da noite desta terça-feira os policiais militares da Bahia decidiram, em assembleia-geral decretar greve por tempo indeterminado, com início imediato. A assembléia foi comandada pelo vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB). Logo após a assembleia, os policiais começaram a gritar “ô, a PM parou”. O tucano clamou à tropa não deixar o local e convocou outros PMs, que pegariam plantão ás 19h, a se unir ao grupo.

Aos servidores do interior, ele recomendou a ocupação de outros espaços “privados e autorizados”, a fim de evitar o repúdio da população à ocupação da Assembleia Legislativa da Bahia, em 2012. Embora defenda uma mobilização “pacífica”, Prisco recomendou à população ter “cautela”, “evitar sair de casa” e “trabalhar”. “O nosso movimento vai ser pacífico e ordeiro.

Jogaram muitas coisas nas nossas costas em 2012. Não vai ter nada de tomar viatura, ocupação de quartel e nada nas ruas. Nenhum ato de indisciplina que possa prejudicar o nosso movimento”, assegurou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário