quinta-feira, 17 de abril de 2014

Omissão de Wagner transforma hospital em cenário de bangue-bangue, diz Heraldo

Heraldo Rocha, presidente do Democratas em Salvador, se posicionou hoje a respeito do clima de barbárie instalado no Hospital Clériston Andrade. 

“O governador Jaques Wagner tem que parar de querer tapar o sol com a peneira, mandando seus cupinchas divulgarem comparativos que não correspondem à realidade. Acorda pra vida, Wagner! Por causa de sua omissão o caos se instaurou de vez no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana”, disparou. 

O líder democrata destaca que, além da completa desatenção do governo com a estrutura de um dos mais importantes hospitais da Bahia, responsável pelo atendimento a uma região que abrange mais de dois milhões de baianos, a omissão de Wagner agora transformou a unidade de saúde num cenário de filme de bangue-bangue. 

“Se já não bastasse a total falta de condições de trabalho, que motivou o pedido de demissão coletiva dos médicos cirurgiões, o Hospital Clériston Andrade virou palco de tiroteio e fuzilamento”, afirma Heraldo indignado com a invasão da unidade por bandidos que assassinaram um paciente no leito com vários tiros, causando pavor e desespero a todos que estavam no hospital. 

Para Heraldo Rocha, o lastimável e trágico acontecimento ocorrido no Hospital Clériston Andrade só confirma o fracasso do governo Jaques Wagner tanto na saúde quanto na segurança, duas áreas ligadas diretamente à vida dos baianos. “Caia na real, Wagner, a sua propaganda mentirosa não salva vidas nem muito menos acaba com a dor de quem teve um familiar morto na fila de um hospital público ou assassinado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário