domingo, 27 de abril de 2014

PT e “dono do Brasil” foram responsáveis por censura à jornalista, diz Genisson Santos

Em mais um artigo publicado no Observatório da Imprensa, intitulado “O calvário de Sheherazade”, o editor-chefe do Fato Entre Aspas e colaborador do OI, Genisson Santos afirma que a censura à jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, foi motivada por partidos políticos como o PT e a pressões de figuras como o ex-presidente Lula, a quem ironizou de “dono do Brasil”.  

No texto Genisson analisa o cenário da perseguição à âncora do “SBT Brasil” e aponta os reais motivos da ofensiva contra a jornalista nordestina e a imprensa livre no Brasil. 

O governo chegou a chantagear o SBT com verbas publicitárias. As pressões contaram com o aval da presidente Dilma, que em discurso de recém-eleita, em 2010, dizia ser contra ao chamado "controle social da imprensa", que nada mais é que a volta da censura. 

Rememorando o discurso, Genisson Santos afirma que as palavras da presidente não passaram de mais um ‘discurso de mentira’. Confira o artigo completo aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário