quarta-feira, 18 de junho de 2014

Em convenção, Souto diz fará 'esforço monumental' se eleito

O ex-governador e candidato ao Palácio de Ondina Paulo Souto (DEM) afirmou, em discurso lido durante convenção nesta quarta-feira (18), que terá que se desdobrar para assumir o Estado caso vença as eleições em outubro. “Será necessário um esforço monumental para que a Bahia retome suas posições”, avaliou, após criticar a gestão petista de Jaques Wagner. “Por iniciativa desse governo, não se iniciou ou concluiu nenhuma barragem em meio a grande parte do semiárido”, censurou o democrata. 

Ele cita a construção de três empreendimentos nos rios Paraguaçu, Itapicuru e Jacuipe, durante seu governo, que teriam sido “fundamentais para amenizar os efeitos da seca”. “Nada aconteceu com os aeroportos de Ilhéus. (...) Anunciou-se três novas ferrovias para a Bahia e, até hoje, nenhuma delas saiu do papel”, continuou. Souto promete que implantará uma controladoria no Estado, para acompanhar os gastos públicos. “A qualificação de serviços públicos essenciais será uma meta obsessiva do nosso governo. Quero levar minha palavra de confiança ao funcionalismo público”, defendeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário