sábado, 4 de outubro de 2014

Quem tirar selfie junto à urna poderá ser preso

Neste domingo (5) ocorre o primeiro turno das eleições para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual. Apertar os botões da Urna Eletrônica é uma tarefa bem divertida, mas deixe de lado a sua vontade de tirar uma selfie com a máquina: de acordo com a lei eleitoral vigente, quem resolver se fotografar durante o voto pode acabar na cadeia. Pode parecer exagero, mas a exigência visa preservar o sigilo do voto. 

De acordo com a legislação eleitoral, quem registrar o voto com máquinas fotográficas, filmadoras, e telefones celulares – eletrônicos em geral – poderá ser multado em até R$ 15 mil e até mesmo ser preso. Os próprios presidentes da seções eleitorais são autorizados a advertir e dar a voz de prisão nessas situações. Além das selfies, é necessário utilizar as redes sociais de maneira cautelosa no dia da eleição. Você pode declarar o seu voto, mas não pode pedir votos para ninguém nem atacar outras candidaturas em qualquer rede social, seja via Twitter, Facebook, Instagram ou mesmo WhatsApp e SMS. 

Essa medida serve para evitar que eleitores pagos para divulgar candidaturas utilizem as redes sociais para conseguir votos de última hora. É bem capaz de que o Tribunal Superior Eleitoral monitore as redes sociais para evitar o descumprimento da lei. E, como eletrônicos são proibidos no ato da votação, nada de fazer uma cola digital com os números dos candidatos: use o bom e velho papel para isso e vote consciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário