quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

A Farsa Eleitoral no Futebol Coaraciense



Dedé: O "comendador"
O circo está armado! Tudo pronto para mais uma fajuta eleição da Liga de Futebol de Coaraci. O picadeiro está preparado. E os “atores” com seus ‘textos’ devidamente decorados. Só não tem palhaço... Aliás, tem sim: o povo! 

Esta é a verdade. A “eleição” (entre aspas!) da Liga, marcada para esta sexta-feira, 20, no auditório da prefeitura da cidade, não passa de uma grande farsa. Uma encenação pitoresca, uma falácia. É uma eleição de mentirinha. Um jogo de cartas marcadas! 

Para começar, o processo não poderia nem ser chamado de eleição. Até porque, não existe disputa, debate de ideias e propostas. O que há é uma aclamação de uma determinada chapa. 

Cena 1: presidentes de clubes, com direito a “voto”, comparecem no local marcado, assinam, aclama-se o candidato “vencedor” e boa noite! Um espetáculo milimetricamente ensaiado. Grotesco espetáculo! É a eleição do “entra mudo e sai calado”, como classificou com razão o radialista Pablo Nascimento. 

Em 2013 Pablo Nascimento teve coragem de quebrar protocolo e se candidatou. Mesmo sob forte pressão dos tubarões do poder, Nascimento levou o debate ao processo. Apresentou propostas concretas e sacudiu o clima eleitoral, como pode ser comprovado no vídeo abaixo onde o mesmo fala sobre suas ideias. Desde sempre Pablo já sabia que aquela era uma batalha perdida pra ele e ganha para o hoje ainda presidente ‘Hominho’, que fez o diabo para vencer. E venceu! Venceu mas não convenceu. 

Informações dão conta que o atual presidente patina em uma gestão ineficiente e pífia. Mas não devemos culpa-lo, afinal de contas todos sabem que, mesmo de “fora”, quem continua mandando e desmandando na Liga é Dedé, o “comendador Zé”. Não o Zé Alfredo, o Martins... 

Contam minhas fontes que, certa feita, o presidente Hominho queria contratar um treinador renomado para equipe, mas o comendador marreteiro, atacando de primeiro-ministro ‘rodou a baiana’ e vetou a contratação. Coisas de Dedé... 

A “MORTE” DO 'COMENDADOR' 

Mas, meus amigos, parece que o circo eleitoral que hora se forma não será de todo ruim. A posse desta nova diretoria deve representar, finalmente, (aleluia, amém, glória à Deus!) a ‘segunda’ e derradeira morte do “comendador” marreteiro. Segundo informações, a nova equipe prefere ver o diabo, a ver o ex-presidente e, ainda atual, cacique da instituição. 

No pleito passado o presidente que não manda nada disse que as propostas da chapa do radialista Pablo Nascimento não eram sonhos e sim “pesadelos” e hoje é o futuro presidente que tenta tirar a Liga do pesadelo a que Hominho a jogou. 

Aparentemente, com uma nova postura, a chapa encabeçada pelo senhor Antônio Araújo deve dá o primeiro passo quimioterápico para a cura do câncer que foi (e que ainda é) o ‘seu José Martins’ para o esporte de Coaraci. Este pode ser o fim da “era Dedé” no futebol coaraciense.

Portanto, há um lado bom. Mas não comemoremos muito, pois vai que, por azar ele venha a ressuscitar (de novo!)... Vai que o comendador marreteiro tenha aprendido com Suassuna, o Ariano, (o poeta) a arte do desmorrer. Já pensou no azar? Deus nos livre!

* GENISSON SANTOS é jornalista MTE 72.584/SP,editor-chefe do Fato Entre Aspas

Nenhum comentário:

Postar um comentário