sexta-feira, 27 de março de 2015

Fraude de R$ 19 bilhões na Receita pode ser maior que a Lava Jato

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira a Operação Zelotes para desarticular um esquema de corrupção que pode ter anulado R$ 19 bilhões em multas aplicadas pela Receita Federal. Empresas pagariam propina para que integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) - órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos de contribuintes com débitos bilionários - cancelassem ou reduzissem o valor das punições. O valor sob investigação é superior ao apurado até agora na Operação Lava Jato, com foco na Petrobrás, que alcança R$ 10 bilhões. 

Conforme as investigações, 70 empresas dos setores industrial, automobilístico, siderúrgico e agrícola, além de grandes bancos, subornaram conselheiros. Os investigadores já conseguiram identificar corrupção envolvendo nove processos no valor de R$ 6 bilhões. Com a análise das demais 61 causas, o valor subiria para R$ 19 bilhões. 

O Estado apurou que uma estatal com multas bilionárias no tribunal também está no alvo da Polícia Federal. 

“Esta é uma das maiores operações da PF pelo tamanho. São recursos que deveriam entrar nos cofres da União e não entraram. Então, é desvio de recursos públicos”, resumiu o diretor de combate ao crime organizado da PF, Oslaim Santana. | Estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário