quarta-feira, 23 de setembro de 2015

TSE aprova registro da Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou por unanimidade na noite desta terça-feira (22) o registro da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva. O novo partido – o 34º do País – poderá ter candidatos já nas eleições de 2016, com o número 18. Também fica autorizada a partir de agora a filiação de apoiadores. 

Marina Silva tenta desde 2013 que seu partido saia do papel. Impedida pela Justiça Eleitoral, que exigia um número mínimo de assinaturas, a ex-senadora teve de disputar a eleição presidencial de 2014 pelo PSB, a princípio como vice de Eduardo Campos, que morreu em um acidente aéreo em agosto do ano passado durante a campanha ao Palácio do Planalto. Depois da tragédia, Marina tornou-se cabeça da chapa e teve Beto Albuquerque como vice. 

Além do voto favorável de João Otávio de Noronha, relator do pedido no TSE, foram favoráveis os ministros Luciana Lóssio, Rosa Weber, Herman Benjamin, Henrique Neves, Gilmar Mendes e do presidente do tribunal, Dias Toffoli. 

“Uma das questões mais urgentes dessa agenda é a sustentabilidade política. A Rede não tem a pretensão de ser a dona da verdade, mas quer dar sua contribuição para o debate. Queremos que a governabilidade seja programática, baseada em programas e não de projeto de poder pelo poder”, avaliou Marina logo depois da aprovação. | Com informações do Ig

Nenhum comentário:

Postar um comentário