sábado, 6 de fevereiro de 2016

Em clima de campanha, Kadú Castro ataca adversário

Kadú: tiroteio no principal rival (Foto: Divulgação) 
GENISSON SANTOS - O período eleitoral ainda não começou oficialmente, mas a campanha já. E há muito tempo. Esta semana, o pré-candidato a prefeito de Coaraci, o situacionista Kadú Castro (PCdoB), partiu para o ataque. E seu alvo é Jadson Albano (DEM), principal candidato da oposição e seu pai, o ex-prefeito Gima. Jadson é atualmente a maior ameaça real aos planos dos Castro de continuar no poder. 

Kadú usou o rádio na última quarta-feira, para fazer uma espécie de “prestação de contas”. Em uma entrevista milimetricamente marcada e com perguntas frias, o candidato da prefeita mostrou força e disparou: “A nossa cidade não merece voltar aos tempos passados”, se referindo à dupla Gima/Jadson. 

O sobrinho da atual prefeita Josefina, do PT, fez questão de reafirmar a imagem de “mau gestor” atribuída à Gima e, consequentemente, também ao seu desafeto Jadson. Falou dos salários atrasados, do gerador na porta da prefeitura e dos “calotes” do ex-prefeito. Em alguns momentos era possível ouvir uma voz no estúdio orientando a fala de Kadú, pondo mais lenha na fogueira. 

Já em evidente clima de campanha eleitoral, Kadú apelou: “Faço um pedido a toda comunidade de Coaraci. Estamos num momento que é necessário que sejam ‘feitos’ análises (sic) [...] Vamos comparar gestões. Gestões comandas pelo grupo político do ex-gestor e gestões comandadas pelo grupo político da atual prefeita”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário