segunda-feira, 4 de julho de 2016

Futura gestão de Itajuipe não terá vida fácil, dividas só acumulam

Administrar é uma arte, e administrar dividas, tem que ser mágico, um verdadeiro artista. Muito vem se falando que o municipio de Itajuípe pode ser uma cidade sem muitas soluções, no que diz respeito as suas finanças. Hoje é considerada uma das mais devedoras do interior baiano, conforme um especialista em contas publicas, caso Itajuípe pudesse antecipar todas as suas receitas para quitar os debitos existentes levaria algo em torno de 15 anos sem ver um centavo de repasses. 

Apenas para se ter uma ideia, o montante devido hoje, é da ordem de R$ 73.428.067, 72 (Setenta e tres milhões, quatrocentos e vinte e oito mil, sessenta e sete reais e setenta e dois centavos) distribuídos da seguinte forma - INSS R$ 65.384.887,49 - FGTS R$ 1.247.989,76 - PRECATÓRIOS R$ 6.174.793,29 e PASEP R$ 620.397,18 , fora restos a pagar de R$ 8.253.870,92 conforme dados do TCM - Tribunal de Contas dos Municipios. Esse numeros, infelizmente não são tão acessiveis a população, e evidentemente mostra o tamanho do buraco negro que o futuro gestor de Itajuípe terá que administrar nos proximos 4 anos, sem levar em consideração outros debitos que devem surgir ao longo do tempo, além da variação constante para mais ou para menos nas entradas de receitas normalmente nos dias 10,20 e 30. 

Então, diante desses numeros, uma constatação. Quem pensa em festas, futebol e o famoso pão e circo, esqueçam, bem como as ja famosas contratações de inicio de Governo, claro, isso caso o futuro Gestor tenha o minimo de responsabilidade com a já combalida finança do municipio de Itajuípe, pois o erro minimo, já desde o inicio fatalmente comprometerá a vida do itajuipense por mais 4 anos. Informações do Blog Ligação Direta

Nenhum comentário:

Postar um comentário