quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Prefeito de Itapitanga tem contas rejeitadas pelo TCM

Pelo segundo ano consecutivo, as contas da prefeitura de Itapitanga foram rejeitadas ao serem examinadas pelos conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia. Na sessão de ontem (9) além de, por unanimidade, rejeitar as contas de 2015, o pleno do TCM decidiu que seja feita uma representação ao Ministério Público Estadual para que apure indícios de crime de Improbidade Administrativa por parte do prefeito Joaquim Cerqueira de Babo. 

O prefeito foi multado em R$43.200,00 (30% de seus subsídios) pelo excesso de gastos com pessoal, e mais R$20 mil por não ter, na forma e nos prazos da lei, executado medidas para a redução do montante da despesa total com a folha de pagamentos. Ele terá ainda que recolher aos cofres públicos um total de R$ 32.058,47 por ausência de comprovação de despesas, gastos com encargos financeiros (juros e multas) em decorrência de atraso no pagamento de contas, ausência de comprovação de diárias e de documentos originais de processos de pagamento. 

As contas da administração de Joaquim de Babo em Itapitanga, referentes a 2014, também tiveram voto pela rejeição quando julgadas pelo TCM. E ele foi multado em R$20.280,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário